Comida e bebida

Onde comer as melhores delícias de chocolate em Brasília

Onde comer as melhores delícias de chocolate em Brasília

Hoje é o Dia Mundial do Chocolate e eu aposto que você já está pensando na delícia que vai comer para comemorar. Digo isso porque, na minha vida, eu encontrei poucas pessoas que não dão a mínima para essa iguaria descoberta pelos astecas e difundida na Europa pelos espanhóis. Eu, assim como a maioria das pessoas, chego a ficar molinha diante de uma barra, especialmente se ela tiver mais de 50% de cacau. Mas pode vir com uma ao leite que eu também devoro com muito prazer. É tipo um vício mesmo.

Por isso, decidi fazer um guia com as minhas receitas favoritas que usam chocolate para você se lambuzar não somente hoje, como em todos os dias do ano. Essa lista é #lubarboindica com força! Mas antes, vamos a alguns dados importantes.

Números do chocolate

De acordo com o Euromonitor, o Brasil é hoje o quinto país em vendas do produto no varejo. Já a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab) estima que o consumo médio do brasileiro seja de 2,6 kg de chocolate per capita/ano. Para se ter uma ideia, os suíços comem, em média, 8,5kg do produto a cada doze meses.  Itália, Estados Unidos e França também estão muito na nossa frente.

A produção nacional vem se recuperando da crise da vassoura de bruxa que atingiu as plantações na Bahia, ao mesmo tempo em que outras regiões produtoras, como Pará e Espírito Santo, se desenvolvem. A tendência chamada de bean to barr, do grão à barra, tem sido a aposta de algumas marcas, especialmente aquelas capitaneadas por produtores de cacau. Asssim, eles conseguem um preço bem melhor no mercado e têm mais chance de se manter nesta atividade.

Então, vamos à lista das melhores delícias de chocolate de Brasília

Barras e bombons

Stans

Pioneira na produção de chocolate artesanal na cidade, a marca tem como dono e chocolatier o suíço Xavier Odermatt, que chegou por aqui em 1973 para abrir a primeira confeitaria da cidade. Finalmente, em 2005, ele inaugurou a Stans, cujo nome faz referência à sua cidade natal e reúne pelo menos 40 tipo sde combons, barras e outras delícias. Alguns levam ingredientes regionais como jabuticaba e cupuaçu. Os pedido podem ser feitos pelo site www.stans.com.br e pelo WhatsApp (61) 99802-0199. Instagram: @stanschocolates.

Rubato

Capitaneada pelo chef confeiteiro Gustavo Maragna, a marca artesanal utiliza sementes de cacau provenientes da Fazenda Santa Rita, do Sul da Bahia. A região conta com o selo de Indicação Geográfica de Procedência, que atesta a qualidade e a legitimidade dos grãos.

É possível encontrar barras com várias graduações de cacau, bombons, bombinhas e macarons. Antes da pandemia era até possível acompanhar o preparo dos produtos e se perder numa xícara de chocolate quente. A Rubato fica no subsolo do Antonieta Café, na 708/709 Norte. Instagram: @rubatochocolatebar.

Kaebisch Schokoladen

Também nascida em Brasília, a marca usa chocolate belga para produzir uma diversa gama de produtos, entre bombons, trufas, bolo e bebidas. Eu amo os filetes de laranja cobertos com chocolate, os bombons recheados com avelã e o bolo com recheio cremoso. As lojas estão abertas para atendimento de balcão, na 110/111 Norte, 303 do Sudoeste e CasaPark. Instagram: @kaebischschokoladen.

Aguimar Ferreira

Vendidos sob encomendas e pela loja on-line, os chocolate seguem várias tendências do mundo da confeitaria. Os personalizados vão bem para as festas futuras. Ainda há uma linha funcional. Gosto bastante da barra de chocolate belga com 70% cacau, mix de castanhas e frutas como goji berry e blueberry.

E ainda está disponível o coração com cobertura flocada e recheio generoso que o chocolatier Alexandre Ferreira criou para o Dia dos Namorados. Gente, não é de Deus! Instagram: @aguimarferreirachocolateria.

Bolos, tortas e afins

Bolo Alice, de Cecília Araújo 

Pense numa receita muuuito chocolatuda, na qual as camadas de massa e de recheio proporcionam uma explosão de sabor e cremosidade na boca. Esse é o bolo Alice, que faz homanegem à filha da confeiteira Cecília Araújo. A delícia pode ser encomendada via Instagram ou comprada em fatias na Boutique Passion (411 Sul). Instagram: @ceciliasaraujo.

Coffee Cake, do Acervo Café

Para quem acha que a combinação de café e chocolate pode dar muito certo, essa é a dica. Programe o GPS e dirija-se ao Guará para buscar essa maravilha criada por Abigail Lins, mãe do Paulo, o proprietário de um dos cafés mais charmosos e instagramáveis da cidade. Parênteses para dizer que estou morrendo de saudade de passar a tarde comendo por lá. Como se não bastasse , ainda tem uma versão com tâmaras, que eu amei muito. Instagram: @acervocafe.

Torta Petit Hazelnut Caramel, Bruno Veloso

Esse é um dos doces mais delicados que já provei na vida. Vem com massa dacquoise de avelã, crocante, caramelo salgado, mousse de creme e mousse de chocolate com graduação de 54,5% de cacau. Já teve gente na cidade tentanto imitar, mas só o Bruno mesmo para fazer essa receita tão perfeita. Ele tem outras tortas, bombons e chocolate quente na loja da 201 Sul, mas a Hazelnut Caramel é a minha favorita. Instagram: @brunovelosopatisserie.

Torta de chocolate com flor de sal, Castália

O sal é item indispensável na cozinha, porque sua principal função é ressaltar o sabor dos alimentos. Na torta de chocolate com textura cremosa da Castália, ele tem o papel de elevar, e muito, a chocolatice da receita. De fato, ela não seria a mesma sem ele. Casalzinho perfeito esse daí, viu? Que cremosidade, que sabor. Instagram: @castaliartesanal.

A Magnífica, A Torta Parisiense

A confeiteira Isabella Ramos é apaixonada pela cultura francesa e criou essa maravilha de torta que leva chocolate meio amargo e ingredientes de alta qualidade, tanto na massa quanto na ganache. A receita passa longe de ser enjoativa e é um perigo para viciados em chocolate!! Também é indicada para quem procura alimentos sem glúten, por conveniência. Aos severamente intolerantes à substância, fica o aviso de que o preparo pode conter traços. Instagram: @atortaparisiense.

Bolo Búlgaro, da Civitá Fábrica

Esse faz parte da Caixinha da Lu e não é à toa. Sem glúten e sem lactose, a delícia é para quem ama chocolate em sua essência. A textura lembra um brownie e vai bem em temperatura ambiente ou quentinha. Por cima, vão nibs que acentuam ainda mais o já intenso sabor do chocolate meio amargo. Instagram: @civitafabrica.

Bárbara, Pinella 

Eu duvido que algum bar de Brasília tenha um torta mais chocolatuda que o Pinella. E, sim, depois de um tempo fora do cardápio, ela está de volta ao menu, sendo entregue pelo iFood, em parceria com a Nutricakes. A receita leva chocolate maltado, tem uma textura molhadinha e manda qualquer TPM embora. Instagram: @pinella408norte.

Bolo da Ivone

A receita da Ivone era preparada quase que exclusivamente para atender à família Cavalcanti. Até que os irmãos Mayla, Tainah, Raíssa e Léo decidiram transformá-la em um negócio, muito gostoso e rentável, por sinal. Surgiu assim o Bolo da Ivone, que pode ser comprado em fatias e até mesmo em potinhos, em vários pontos da cidade. Inteiro, é só por encomenda, por meio do site ou do perfil da marca no Instagram (@bolodaivone).

Bolo de Brigadeiro, da Lalé 

Em sua confeitarai na 411 Sul, Alessandra Lazzarini arrasa em várias receitas, mas o bolo de brigadeiro é, sem dúvida, um dos melhores da cidade. Tem uma densidade muito boa, uma massa molhadinha e não economiza no recheio e na cobertura. Para chocólatra nenhum botar defeito. Instagram: @lalecafedoceria.

Divina Torta, Bendito Suco

A casa de sucos mais bacana de Brasília está em novo endereço na Asa Norte, e claro que não vai faltar no menu a Divina Torta. As fatias chocolatudas  e sem glúten são preparadas de forma artesanal e vêm com bastaaante calda. Aguardem a inauguração e não percam a oportunidade de provar. Instagram: @benditosuco.

Torta Suflair, Casa de Biscoitos Mineiros

Essa já fez parte de muito momentos com colegas de trabalho, amigos e família. Molhadinha e suculenta, ela vai bem em qualquer ocasião. Fora que os quadradinhos aerados de chocolate são um caso de amor à parte. Confira outras delícias de chocolate que tem por lá no perfil do Instagram @casadebiscoitosmineiros.

Chocolates quentes

Nesse clima frio, nada melhor do que um chocolate quente para aquecer o coração, não é não? Abaixo, você confere os lugares com os melhores. Cada um tem seu estilo de preparo, mas todos são muito cremosos e vão bem com acompanhamentos doces ou salgados.

Bruno Veloso Pâtisserie

Daniel Briand

Ernesto

Kaebisch

Kopenhagen

Labecca

Lugano

Rubato

Stans

 

Espero que, com este guia, você se divirta bastante, degustando as melhores delícias de chocolate da cidade. Aproveite e mande esse post para aqueles amigos que não vivem sem sobremesas chocolatudas!