Comida e bebida

Taypá tem novo menu por Marco Espinoza

Taypá tem novo menu por Marco Espinoza

O chef Marco Espinoza - crédito Fabricio RodriguesUm dos restaurantes dos quais mais gosto na cidade é o Taypá. Não é à toa. O menu da casa leva a assinatura de Marco Espinoza, que conheci em 2009 num festival de comida peruana no Bier Fass do Pontão.

Eu já havia provado uma coisa aqui e outra ali da cozinha peruana, mas foi nessa ocasição que me apaixonei por ela e pelo trabalho do chef. À época, Espinoza tocava um restaurante chamado Bardot, no bairro de Palermo, em Buenos Aires, que visitei em janeiro de 2010. O que comi estava delicioso e me fez desejar que aquele menu pudesse ser degustado em Brasília a qualquer dia, e não apenas num festival.

Meses depois, meu desejo se realizou. Marco Espinoza voltou a Brasília para assumir a cozinha do Taypá. De lá pra cá, conquistou prêmios, como o de melhor peruano do Brasil pelo governo de seu país. Também alçou voos pelo Rio de Janeiro, com o Lima Restobar, o Tupac (já extinto) e o El Chalaco. Depois chegou a Porto Alegre, com o Muju e Campinas, com mais um Lima Restobar. Finalmente, no início de dezembro do ano passado, essa mesma casa chegou à capital paulista, no bairro do Itaim Bibi.

Por conta dos empreendimentos em outras cidades, Marco tem estado ausente de Brasília em grande parte do tempo. Então, é sempre bom reencontrá-lo por aqui, especialmente nos lançamentos de novos menus da casa.

O premiado Taypá - crédito Fabricio Rodrigues
Fotos: Fabricio Rodrigues

Nesta segunda-feira (17 de abril), após quase um ano sem muitas mudanças, ele comandou o jantar de divulgação o menu que comemora os sete anos da casa brasiliense. E, humildemente, apresentou toda a sua equipe, formada por cozinheiros peruanos e “sem a qual não seria possível” desenvolver o novo cardápio e manter a casa em funcionamento.

As novas criações representam 60% do atual cardápio, reforçam a fusão da gastronomia andina ou novoandina com a cozinha contemporânea e utilizam ingredientes da comida brasileira, por conta das viagens do chef pelo país.

Confira o que eu provei, e aprovei!

Ceviche Tropical - crédito Fabricio Rodrigues
Ceviche tropical: salmão com leite de tigre de caju, erva doce e cebola
Barquillos de Camaron - crédito Fabricio Rodrigues (2)
Massa philo camarões, chimichurri de coentro e pimenta
Bocado de Atún - crédito Fabricio Rodrigues
Tartar cremoso de atum apimentado sobre banana da terra crocante
Choripato - crédito Fabricio Rodrigues
Choripato – linguiça de pato sobre pão ao vapor, ketchup de rocoto, maionese de alecrim e foie gras grelhado
Escabeche de Pescado - crédito Fabricio Rodrigues
Peixe vermelho ao escabeche, feijões com coentro, salada de tomate concassé, brotos e azeite apimentado
Puerquito e Plátano - crédito Fabricio Rodrigues (2)
Costela de porco com molho apimentado de tamarindo, servido com purê de banana e laranja e tempura de quiabo
Dulce de Lichia - crédito Fabricio Rodrigues
Dulce de Lichia – sorvete de lichia, geleia de lichia, suspiros de limão, espuma de lichia e crocante de chocolate branco

Como opções de entrada, o menu traz ainda Panceta Crocante (panceta braseada crocante com molho de tamarindo e gengibre, salada de wakame e pepino japonês em vinagre de arroz); Choritos (mexilhões ao chimichurri cítrico, sobre purê de batata apimentado); Causa Taypá (causa tradicional com pimentão assado, anticucho de polvo, creme de pimentão e molho de azeitona).

Entre os pratos frios, há o  Ceviche que Arde (de atum com leite de tigre de pimentas, abacate e chips de batata doce); Ceviche de Caliente de Camarones (de camarão confitado com leite de tigre quente de pimentas, mandioca e milho baby) e o Tiradito 2 ajies (de salmão, com creme de pimenta amarela e rocoto, com crocante de cancha e purê de batata doce).

Já nos pratos principais são listados a Ensalada de Estacion (mix de alface, tomate seco, endívia, peras, queijo de cabra ao vinagrete de pomelo e amêndoas fatiadas); Pato y Las Mil Papas (coxa de pato confitada ao molho concentrado de pato na cerveja e salvia, com terrina de tubérculos e salada de tubérculos); Ítalo Peruano (pappardelle de manjericão ao molgo de frutos do mar a lo macho); Cordero Norteño (carré de cordeiro grelhado ao molgo de seco norteño, servido com risoto de abóbora, queijo minas e abóbora caramelizada); Nuestro Vacio (fraldinha confitada ao molho concentrado de cinco pimentas, servido com batatas infladas, creme de parmesão, cebolas assadas e alho ao forno); Salmon Fusion (salmão cozido em baixa temperatura, servido com purê de cará e gengibre em sifão, pak-choi salteado, alho poró grelhado no molho de soja, rapadura e sal de gengibre) e Beterraba e Hongos (tagliateli de beterraba com beterrabas braseadas e cogumelos confitados).

A Paleta Braseada (paleta de cordeiro desossada e braseada com escondidinho de milho e queijo) e Pescado Chifa (pargo inteiro ao molho de camarão e vegetais com arroz de coco doce) são para duas pessoas.

Para terminar a refeição, o menu traz ainda a Golosina de Chocolate (torta de chocolate com quinoa, recheio de frutas secas, mel de maple e ganache, sorvete de chocolate e molho de chocopisco) e o Dulce Brasil (creme de maracujá, sopa fria de manga, granizado de cupuaçu e crocante de açaí).

A identidade visual da carta está mais colorida e a louça tem assinatura do Studioneves, de São Paulo, em parceria com Espinoza, exclusivamente para os pratos do restaurante.

Importante: a casa tem menu de almoço, de segunda a sexta (exceto feriados) a R$ 84 por pessoa, no qual o cliente escolhe os pratos dentre os assinalados na carta. Vale a pena.

Taypá

QI 17, Comercial, Bloco G, lojas 208/210 – Fashion Park – Lago Sul
Fone: (61) 3248-0403 / 3364-0403
Horário de funcionamento: De segunda à sexta para almoço (12h às 15h) e jantar (19hs a 0h). Aos sábados: almoço (12h às 16h) e jantar (19h à 1h). Domingos: somente para almoço a partir das 12h.
Aceita cartões: Visa/Mastercard /Amex
www.taypa.com.br

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *