Comida e bebida

Terremoto no Chile não afeta vinícolas

Terremoto no Chile não afeta vinícolas

Acabo de receber um comunicado oficial da Wines of Chile para tranquilizar a comunidade internacional em relação ao terremoto ocorrido essa noite no país. De acordo com o texto, a indústria vitivinícola não foi afetada pelo fenômeno natural.  A instituição também se solidariza com as pessoas que foram afetadas pelo terremoto e agradece a todos pela preocupação.

Em fevereiro de 2010, as vinícolas sofreram bastante com outro terremoto no Chile, não só pelas barricas e cubas que foram destruídas, mas também pelas garrafas quebradas durante o tremor. À época, foi estimada uma perda de 25 milhões de litros de vinho.

Confira a íntegra do texto:

COMUNICADO OFICIAL | WINES OF CHILE

Santiago/Chile, 17 de setembro de 2015

A Associação Vinos de Chile/Wines of Chile expressa profundo pesar pelo terremoto no centro do país, ocorrido ontem, 16 de setembro, com epicentro na Região IV, especificamente em Illapel. Nos solidarizamos com as pessoas que foram afetadas pelo evento e estamos atentos à situação de todos aqueles que trabalham na indústria do vinho, no caso em que tenham sido ou sejam afetados.

Salientamos que, de acordo com os primeiros levantamentos, a nossa indústria não foi afetada. No entanto, estamos trabalhando para reunir mais informações, minuto a minuto, com o apoio das vinícolas que fazem parte da Wines of Chile.

Em relação aos colaboradores da indústria, até o momento não foram comunicados quaisquer casos de acidente. Com respeito à infraestrutura, não houve danos significativos. As vinícolas estão funcionando em boas condições, devido ao alto padrão de construção e tecnologia que possuem os produtores.

A Wines of Chile agradece o interesse demonstrado por todos, especialmente por parte da comunidade internacional, à qual comunicamos que a conectividade do país não foi afetada e os portos continuam a funcionar normalmente.

Atenciosamente,

Wines of Chile

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *