Comida e bebida

Um Taypá de lamber os beiços

Um Taypá de lamber os beiços
Chef Marco Espinoza crédito Fabricio Rodrigues
Chef Marco Espinoza

A cada ano, o chef peruano Marco Espinoza muda o menu do Taypá pelo menos duas vezes. E, mesmo já conhecendo este cozinheiro há anos, ele ainda consegue surpreender meu paladar. Não é puxa-saquismo (será que é assim mesmo que se escreve?), antes que comente alguma língua maldosa. Desde que o conheci, percebi que ele vê a cozinha de uma maneira diferente.

Não é só para ganhar dinheiro nem fama. Aliás, esse cozinheiro ainda conserva a mesma humildade com que chegou por aqui pela primeira vez, àquela altura, para fazer um festival de comida peruana no Bier Fass, no Pontão. Foi daí que algum tempo depois surgiu o Taypá, hoje tão premiado por revistas e até mesmo pelo governo peruano.

Voltando ao Marco: ele é criterioso, firme, honesto com o ingrediente e com a sua cultura. Talvez isso explique o fato de eu sempre querer comer suas criações mais e mais vezes. Na última segunda-feira, dia 26 de outubro, lá fui eu novamente provar o novo menu.

TAYPÁ - Hamburguer Marino - crédito Fabricio Rodrigues
Hamburguer Marino

O jantar começou com o hambúrguer Marino, elaborado com camarão, acrescido de uma maionese do mesmo crustáceo e de um ketchup de pimentões. Adocicado, leve e suculento. Ponto para o chef.

TAYPÁ - Costillitas - crédito Fabricio Rodrigues
Costela de porco com brûlée de alho

A segunda etapa poderia parecer lugar-comum, afinal, quem não conhece ainda uma costela de porco ao molho agridoce? Mas a cartada de Espinoza não estava na maciez da carne ou no equilíbrio do molho (muito bons, por sinal), mas no acompanhamento chamado por ele de brûlée de alho, que quebrou o doce e me fez arrepiar de tão bom.

Teve mais: ceviche de truta com leite de tigre de tangerina e cogumelos e o tiradito de salmão ao chimichurri criollo com pimenta amarela e salada de batatas e alcaparras. Ambos dentro do padrão Taypá.

TAYPÁ - Pescado em tempura - crédito Fabricio Rodrigues
Pescado em tempura

Continuando com as surpresas, foi a vez de me encantar com o pescado em tempura, não somente pela fritura perfeita, mas pelo molho de cogumelos que eu beberia fácil diretamente da panela, sem a menor cerimônia. E o arroz que o acompanhava estava longe de ser qualquer coisa. Acho até que poderia ser servido sozinho, de tão temperado e rico.

TAYPÁ - Cordeiro em crosta de Quinoa - crédito Fabricio Rodrigues
Cordeiro em crosta de quinoa

Finalizando os principais, um dos meus cortes de carnes favoritos: costeleta de cordeiro. Veio com uma crosta bem crocante e por cima de uma quinoa cremosa e do molho da própria carne. Impossível não comer até o final.

TAYPÁ - Canudo - crédito Fabricio Rodrigues (4)
Canudo de caju com espuma de abacate

Para acabar de vez com a minha dieta, chegou à mesa o canudo de caju com espuma de abacate e infusão de leite e lima. Foi de comer rezando, se me permitem a citação.

Esses são alguns dos 23 novos pratos do novo cardápio. Ainda quero voltar para provar outras criações como o harumaki de rabada com geleia de caju e gengibre; o Ceviche de Tamarindo; o Pulpo (polvo crocante, com risoto de aspargo e alcaparras ao molho de queijo e laranja); o Pescado em tempura (peixe em tempura, ao molho de cogumelos e pimentas servido com arroz de vegetais); e o Merengado de Lúcuma (mousse de lúcuma, suspiros e sorvete de chocolate ao pisco).

Há mais de 12 anos, percorro restaurantes na cidade e fora dela, caros, baratos, admirados, premiados. Mas tenho a dizer que poucos estão no nível do Taypá, em consistência e essência. Então o que me resta é recomendar a visita àcasa e parabenizar toda a equipe, especialmente o chef, que não deixa a peteca cair e tem inspiração de sobra, mesmo comandando outras casas no Rio de Janeiro e, mais recentemente, no Rio Grande do Sul.

Por uma gastronomia com (muuuuuito) mais paixão e (beeeem) menos prepotência!

Serviço:
Taypá
QI 17, Comercial, Bloco G, lojas 208/210 – Fashion Park – Lago Sul
Fone: 61 3248.0403 / 3364.0403
Horário de funcionamento: De segunda à sexta para almoço (das 12h às 15h) e jantar
(de 19h a 00h). Aos sábados: almoço (das 12hs às 16hs) e jantar (das 19hs à 01h). Domingos: para almoço a partir das 12hs. Fechado par jantar.
www.taypa.com.br

Fotos: Fabrício Rodrigues

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *