Comida e bebida

No Dia Mundial da Pizza, uma lista das minhas favoritas em Brasília

No Dia Mundial da Pizza, uma lista das minhas favoritas em Brasília

Algumas coisas são muito queridas para mim. O chocolate, o café, o sushi, a carne e a pizza. Eu sou chata mesmo ao avaliar qualquer comida e, mais ainda, estas aí. Por isso, nesse Dia Mundial da Pizza, decidi fazer uma lista de onde comer uma boa pizza no nosso quadradinho.

Sim, porque o dinheiro tá curto, não dá em árvore e eu valorizo o seu esforço para ganhá-lo, te dando referências de onde gastá-lo da melhor maneira. Então não vai ter 384 nomes de pizzarias por aqui, ok? Não é quantidade que vale pra mim. É a qualidade que manda aqui!

Foto: Felipe Menezes

Então, antes de entrar na lista propriamente dita, vou confessar a minha paixão pelas massas artesanais e de longa fermentação. Por quê? Porque eu não e sinto pesada e estufada depois de comer. Isso tem a ver com o tempo. E nem sempre as pizzarias obedecem um tempo mínimo para que a natureza faça o seu papel e trabalhe o glúten como se deve. Sim, esse cara aí é o responsável, junto com o CO2, pela sensação de inchaço, então, antes de demonizar a farinha de trigo e aderir às receitas “funcionais”, “veganas”, “fitness”, “saudáveis” e, muitas vezes, sem gosto, dê uma chance à fermentação adequada, natural e saborosa.

Agora a prometida lista das minhas favoritas no momento.

Baco Pizzaria

Comandada pelo chef Gil Guimarães, essa é a referência brasiliense no assunto. Por enquanto, única representante da cidade na Associação da Vera Pizza Napoletana, foi aberta na Quituarte, em junho de 1999. Lá se vão 21 anos, oferecendo discos de massa fermentada por eplo menos 8 horas, cobertos com uma infinidade de ingredientes, todos de alta qualidade e alguns elaborados ou cultivados por pequenos produtores de Brasília e entorno.

O destaque para comemorar o dia de hoje é a Carnevale (R$ 79,80), cuja massa tem forma de estrela e as bordas, recheio de burrata. No centro,  vai com molho de tomate, mozzarella de búfala, burrata de manjericão.

Eu amo a de abobrinha com queijo de cabra (R$ 76,40); a de presunto cru com mozzarella, pomodoro, burrata e raspas de limão siciliano (R$ 83,40); a de gorgonzola com pera, agrião fresco, mozzarella e pomodoro; e a de shimeji puxado na manteiga com alho-poró, mozzarella, pomodoro, gergelim e mozzarella de búfala (R$ 81,50).

A casa está no iFood, mas tem também o sistema de take away na Asa Sul e Asa Norte.

Vinny´s Pizza

Desde a primeira vez que comi essa pizza, já deu para sentir o apreço da marca pela fermentação prolongada e o esmero na escolha dos ingredientes. Imaginem a minha surpresa em provar uma pizza num food truck com a qualidade de pizzaria chique.

Com o sucesso itinerante, o Viníciu montou uma loja na 105, fechada em 2019. Agora eles se preparam para abrir outra casa, na 205 Sul, conforme adiantei aqui. Além das pizzas, o menu deve contar com entradinhas, carta de vinhos e drinques elaborados pelo mixologista Gustavo Guedes.

Por enquanto, o menu reúne 13 opções, sendo a minha favorita a de calabresa especial, com molho de tomate, mozzarella, orégano, axeitona, tomate e cebola roxa (R$ 43,90). Gosto também da Funghi, com molho de tomate, mozzarella de búfala, tomate cereja, manjericão, azeite e shiitake e cogumelos Paris assados ao forno (R$ 45) e da Diávola, com molho de tomate, mozzarela de búfala, pepperoni, azeitonas pretas, cebola, tomate cereja e manjericão (R$ 45).

Os food trucks estão atendendo os pedidos via UberEats e a unidade que fica estacionada na 309/310 Sul tem take out. No Instagram: @vinnysfoodtruck.

Grano & Oliva

Aberta em novembro por Rodrigo Melo, Andrei Prates e Tarso Frota, a casa oferece massa com 48 horas de fermentação, que antes de ire ao forno é complementada por molho italiano, produzido com tomates colhidos aos pés do monte Vesúvio; queijos e itens de charcutaria também artesanais.

O menu tem 11 combinações salgadas, servidas de forma individual ou para compartilhar. Vai desde as clássicas Margherita e Calabresa até a Carbonara com molho de mesmo nome, mozzarella Casarão, parmesão, bacon artesanal do Leo Hamu e ovo com gema mole.

Para hoje, tem sabor especial, chamado de Regina Margherita ou Rainha Marguerita), com molho de tomate, straciatella (recheio da burrata), flor de sal, raspas de limão siciliano e azeite aromatizado com manjericão e sálvia.

Todas as pizzas saem a R$ 38 ou R$ 58, a depender do tamanho escolhido. Os pedidos podem ser feitos pelo iFood ou pelo delivery próprio, pelo telefone ou WhatsApp (61) 3037-2147. No Instagram: @granoeolivapizzeria.

Wine Garden

A fermentação natural tem tomado tempo do empresário Guto Jabour. Nos últimos meses, ele vem se dedicando ao estudo da pizza e suas variações para ampliar e melhorar o menu do Wine Garden, no Pontão do Lado Sul. E conseguiu desenvolver uma massa com 24 horas de fermentação com bastante apelo para o público que aprecia pizza de verdade.

Provei a Alla Gricia, com creme de parmesão e bacon, e gostei bastante. Ainda há sabores tradicionais como o Margherita e gorgonzola com pera, e especiais da casa, como Três queijos (com gorgonzola, parmesão e mozzarella), Napoli Bella (com mozzarella de búfala e tomate) e Cogumelos com tomate e manjericão, que é vegana. As pizzas ficam entre R$32 e R$ 38. Apenas hoje, na compra de qualquer uma delas, o cliente ganha outra igual. A ação vale apenas para o primeiro pedido e não é acumulativa.

Pedidos  pelo iFood ou pelo Whatsapp: (61) 99211-5375. No Instagram: @winegardengb.

Dona Lenha

Há quem não saiba, mas o Dona Lenha, hoje restaurante mediterrâneo, começou como uma pizzaria. Há 23 anos, o chef Paulo Mello e seus colaboradores preparam a massa com farinha, água, fermento fresco e azeite. A fermentação é de apenas 4 horas, mas o resultado é muito bom.

Além das tradicionais, como a Margherita da foto acima, gosto da Arabeske, com molho de tomates, mozzarella, queijo árabe chancliche ligeiramente picante, cebola roxa agridoce e hortelã fresca picada (R$ 43) e da Toscana, com
molho de tomates, mozzarella, calabresa moída, champignon, cebola cortada bem fina, azeitona preta e orégano (R$ 35).

Pedidos podem ser feitos pelo iFood e por take out nas lojas da 202 Sul  (3322-1234), 413 Norte (3349-2323), Terraço Shopping (3363-2424) e Deck Brasil (3364-3400).

 

Então, essa é a lista das minhas pizzas favoritas e se eu fosse você, salvava esse post para pedir uma delas quando bater aquela vontade.